Porque terceirizar a gestão de um centro de eventos?

O que é “Venue Management”? Ela serve para você?

Venue, segundo a definição do dicionário inglês, é um local onde um evento (público ou privado) ou um encontro, acontece. Portanto, um estádio de futebol é uma venue para jogos, um centro de convenções é uma venue para feiras, uma casa de espetáculos é uma venue para shows e eventos.

A terceirização da gestão de uma venue é uma atividade nova no Brasil, mas que nos Estados Unidos e Europa, já vem sendo praticada há alguns anos.

As atividades que envolvem a gestão de uma venue variam conforme a sua finalidade. Sempre inclui as atividades operacionais e administrativas, e em alguns casos envolve até a viabilização de patrocínios, a gestão da loja de merchandise (souvenirs), a gestão de vendas corporativas ou de grupos e pode envolver uma série de outras atividades. Uma atividade que é comum a qualquer tipo de venue é a gestão dos alimentos e bebidas comercializados no local. E o tema deste artigo na revista Goumet Food Services não poderia ser outro: falaremos da terceirização da gestão de restaurantes.

Os Benefícios da terceirização da gestão:

Formatação – o grande benefício da terceirização da gestão é a formatação dos procedimentos e a implantação do manual de operações.

Continuidade – na gestão profissional, o processo de substituição de um cargo exevutivo e o conseqüente impacto motivacional na equipe, assim com o risco de descontinuidade de tarefas criticas são minimizados. Uma vez implantado o Sistema de Gestão, a gestora selecionará o substituto não pela sua capacidade de concepção de processos, mas sim pela sua capacidade de implementação, de continuidade e de liderança. Pois os procedimentos e os padrões , uma vez formatados e manualizados, pertencem a empresa e deverão ser seguidos qualquer que seja o profissional selecionado para estar à frente do negócio.

Benefício de rede – a gestora é uma empresa especializada, que está no mercado, interagindo com muitos profissionais de diversas especialidades. Ou seja, ela consegue dispor de um “celeiro” de profissionais, através de seus contatos, em qualquer nível hierárquico.

Evitar o desgaste – o proprietário passa, com a gestão terceirizada, a ter de quem cobrar as melhorias desejadas sem ter que incorrer no desgaste natural que gera a cobrança “veemente” por parte do proprietário junto ao quadro de funcionários. Muitas vezes o proprietário não é capacitado para avaliar tecnicamente a performance do seu gerente e da sua equipe operacional. É um dos dilema da liderança. Ele se questiona até que ponto ele deve ser intransigente, do tipo “tolerância zero”. Por um lado ele estará garantindo a qualidade do estabelecimento mas por outro lado pode acabar minando a motivação da equipe. A gestão profissional o livra deste dilema, pois ele passará a freqüentar o estabelecimento como um “ombudsman” , deixando à gestora a resolução dos problemas do dia a dia, sejam eles operacionais ou administrativos.

Premissas de um contrato de gestão:

Remuneração da gestora – pode ser através de um fee fixo mas é sempre melhor para ambas as partes que seja um percentual atrelado às receitas e ao resultado do empreendimento.

Não interferência direta do proprietário na operação – o duplo comanda mina a autoridade e os funcionários tendem a se aproveitar do vácuo de poder criado.

Gerente geral – deve ser o representante da gestora no estabelecimento; é ele que ajudará a implementar e assegurará a continuidade do sistema de gestão. Deve ter poder de demissão e aprovar as contratações.

Médio prazo – é necessário pelo menos 3 anos de contrato para que os benefícios da gestão terceirizado possam ser consolidados.

Gestão por mandato – a gestora fornece o seu know-how, sua tecnologia de gestão, mas não entra no risco do negócio. Os funcionários continuam a ser pagos pelo proprietário, assim como todas as contas do dia a dia do estabelecimento.

Conclusão:

Se o seu estabelecimento não representa sua atividade principal, se você é novo neste mercado, não quer ficar refém de um gerente que a qualquer momento pode aceitar uma oferta de emprego melhor do concorrente, se não tem os processos operacionais do seu estabelecimento bem formatados, não tem certeza de que o controle dos fluxos e recursos do seu estabelecimento é eficiente, talvez seja importante você considerar a terceirização da gestão.

 

Marcelo Politi é sócio fundador da Nove Eventos, empresa pioneira na gestão de centros de eventos localizados dentro de grandes condomínio corporativos.

www.noveeventos.com.br

marcelo.politi@noveeventos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.