Politi pelo Mundo | Eataly Roma

A-LÔ, VOCÊ! Vamos viajar comigo mais uma vez? No novo episódio da série Politi pelo Mundo eu visitei a Eataly de Roma. Quer conhecer a maior loja da rede e de quebra entender um pouco mais sobre o DNA da marca? Então, pegue o seu passaporte e VEM COMIGO!

Foto: italyexport.com.it

A Eataly é o maior mercado de gastronomia e produtos artesanais italianos do mundo! Conhecida pelas enormes lojas envidraçadas, cada complexo oferece uma incrível variedade de artigos de varejo, restaurantes e até cursos de culinária. Praticamente tudo relacionado à gastronomia pode ser encontrado aqui!

Fundada pelo visionário Oscar Farinetti, a Eataly abriu as portas pela primeira vez em Turim, em janeiro de 2007. A ideia era criar um novo conceito de varejo contemporâneo para o mercado de alimentos artesanais de alta qualidade. Pouco mais de uma década depois, a Eataly se tornou muito mais do que uma loja, mas uma EXPERIÊNCIA GASTRONÔMICA cobiçada no mundo todo. Nova York, Tóquio, Roma, Gênova, Chicago, Milão, Istambul, São Paulo e Munique, são hoje os endereços para quem quer viver uma saborosa aventura gastronômica.

O modelo de negócio

Seguindo o modelo Whole Foods, a Eataly se destacou por não ser apenas mais uma rede de supermercados. Ao adquirir ações de 19 empresas italianas que produzem ou distribuem alimentos de alta qualidade, a rede ganhou autonomia para determinar e qualificar suas próprias ofertas. Hoje, a produção própria da marca representa cerca de 25% dos produtos que são oferecidos em suas lojas. Os outros 75% da oferta são fornecidos por cerca de dois mil produtores locais altamente qualificados. Assim, a empresa encontrou a fórmula para garantir a alta qualidade, diminuir seus custos e tornar seu negócio menos dependente de outras marcas e fornecedores.

Eataly Roma

Hoje a Eataly conta com 18 restaurantes, uma torra de café, uma cervejaria artesanal e até uma agencia de turismo interna. Tudo isso em um grandioso prédio que ocupa 16.000 metros quadrados de área, divididos em três andares e um piso térreo. Em uma cidade marcada pela TRADIZIONE e conhecida pelas delícias feitas pelas MAMMAS, este talvez tenha sido o projeto mais ousado da rede.

Para desfrutar deste espaço e investimento, o que não falta é CRIATIVIDADE para criar experiências gastronômicas incríveis. Logo de cara, no piso térreo, ficam os vegetais, frutas, doces e pães. Ou seja, tudo que deve ser vendido bem fresquinho, já fica bem ali, bem perto da entrada! No mesmo piso também são vendidos utensílios para cozinha e livros sobre gastronomia. Afinal, sob o ponto de vista de vendas em uma cidade turística, as lembrancinhas e souvenires também devem estar SEMPRE a mão. Resumindo, ELES SABEM VENDER!

 

Já no primeiro andar, conhecemos um pouco mais sobre a Eataly Roma que, de fato, traz o MELHOR da gastronomia italiana para suas prateleiras. São diversos tipos de massas artesanais, molhos e azeites para encher os olhos e esvaziar os bolsos de qualquer um. Neste mesmo andar também estão os famosos queijos italianos, carnes embutidas e as cervejas artesanais produzidas IN ITALIA, CAPISCE? Vale a pena também fazer o tour pela produção da mozzarella di Caserta! 

 

No segundo andar são vendidos os produtos mais requintados: carnes, peixes e vinhos. Seguindo o padrão europeu, cada um desses itens podem custar pouquíssimos euros ou MILHARES deles. Vale a pena conferir os rótulos dos vinhos locais mais premiados de cada região da Itália. Ah, fique de olho nas datas e horários das degustações!

 

Em todos os pisos, além das opções maravilhosas de mercearia, existem também os restaurantes que dão enfase aos ingredientes presentes naquele setor. Ou seja, é possível comer ali na hora tudo aqui que você viu e achou interessante, ou ao menos alguma variação daqueles ingredientes.

Para fechar o passeio com CHAVE DE OURO, no terceiro e último andar fica o restaurante-escola Spazio, restaurante mais celebrado do complexo. Tudo isso porque ele faz parte de um projeto experimental do chef Niko Romito,  três vezes estrelado pela Michelin. Lá é possível consumir celebrados pratos  do chef por valores mais acessíveis, que variam entre 8 e 18 euros.

 

Neste mesmo piso ficam também as áreas reservadas para aulas e cursos. Os preços podem variar de 20 a 70 euros por pessoa e com certeza valem cada centavo. Mais do que uma simples refeição, o passeio torna-se uma saborosa experiencia cultural. Como diria a crítica feito pelo jornal americano, The New York Times: ” Roma precisa de uma Eataly? Certamente não. Mas ao julgar o movimento e sucesso do empreendimento – ela certamente quer uma!”.

Curtiu  nossa aventura gastronômica? Eu sempre aprendo MUITO nas minhas viagens e acredito que o aprendizado contínuo seja FUNDAMENTAL para quem queira se destacar em qualquer  profissão, mas principalmente na cozinha. Mas, e você, o que tem feito para se tornar melhor todos os dias? Conheça os cursos Menu Lucrativo e Ouro na Bandeja. Clique AQUI. Forte abraço e até a semana que vem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.