Lições de uma Praça de Alimentação

Estávamos meu nobre assistente e eu participando de um evento, no qual estavam presentes aproximadamente 1500 pessoas, e nos deparamos com uma situação bastante interessante: houve a pausa para o almoço e, como estávamos em um centro de eventos, havia uma praça de alimentação para que todos os presentes comessem ao mesmo tempo. Com opções entre boxes e foodtrucks, comecei a notar a movimentação das pessoas e o andamento dos processos e vou compartilhar aqui com você um aprendizado bem legal.

1. Vencendo a concorrência

Em uma praça de alimentação, é essencial que você consiga atrair um bom fluxo de pessoas para o seu negócio. Quanto mais fácil for o reconhecimento, a visibilidade, com certeza maiores serão as filas. Visual externo, cores, fotos, cheiro, nome do seu negócio, tudo isso vai influenciar na decisão do cliente naquele ambiente cheio de opções.

Logo de cara, vimos que a opção de massas e a de hambúrgueres estavam lotadas! Claro, são comidas que todos conhecem e são facilmente reconhecidos como boas opções para se alimentar. Meu nobre assistente foi logo para a fila das massas. Eu escolhi um foodtruck de piadina, uma comida italiana deliciosa, como uma pizza na chapa. Por melhor que seja essa comida da região da Bologna, nem todos conhecem e, logo, não tinha fila.

Você, enquanto empreendedor gastronômico quer o que? GANHAR DINHEIRO! Assim, é necessário escolher o seu produto para concorrer na praça de alimentação, seu nome e, claro, tudo isso de acordo com o faturamento que você planeja.

2. Pré-preparo para um fluxo grande de pessoas

A operação nesta situação, em que 1500 vão transitar na praça de alimentação por aproximadamente uma hora, deve ser muito precisa. Naquele período, você precisa atender o máximo de pessoas, logo, tudo precisa ser rápido e eficaz.

Antes de tudo começar, às vezes até um dia antes, é preciso rever todos os passos das suas operações. Também é essencial sistematizar quem serão os responsáveis por cada processo. É preciso que as pessoas estejam focadas em suas funções para que o funcionamento aconteça adequadamente e sem imprevistos.

Aproveitando o nosso cenário, eu reparei que na lanchonete dos hambúrgueres o tempo de operação era muito rápido. Apesar da fila bem grande, as pessoas não demoravam para sair com seus lanches. Apurei e descobri duas “roubadinhas” bem legais: os hambúrgueres já estavam pré-prontos, só faltava finalizar na chapa, e o queijo era derretido com um maçarico, para agilizar e também deixar visualmente convidativo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.