Como calcular o PREÇO DE VENDA dos seus pratos

Marcelo Politi

Marcelo Politi

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

ALÔ, FOOD NATION! 2020 começou com tudo e aqui não poderia ser diferente, né? Uma das dúvidas CRUCIAIS de todo empreendedor gastronômico é a precificação dos pratos. Aquele esquema: dividindo o custo do prato pelo alvo do CMV você encontra o preço de venda, certo? Errado! Será que essa é a melhor maneira de fazer esse cálculo? VEM COMIGO que eu te mostro a maneira PRO PRO de estabelecer o preço de venda dos seus pratos!

Olhar para a concorrência

Um fator importantíssimo na hora de calcular o preço de venda dos seus pratos é observar os preços da concorrência. Muitas vezes, através da conta pelo CMV, seu prato sairia por 46 reais, porém, o seu concorrente vende o mesmo prato por 26. Como competir com esse preço sem perder dinheiro?

Mix de vendas

A quantidade de vendas determina o preço do seu produto. É através desse cálculo que você irá saber de fato quanto cada prato te dá de lucro. Algumas vezes, mesmo um item tendo um CMV maior do que o que você deseja, a sua margem de lucro pode ser maior devido a venda de outros pratos.

Não fixe o CMV

Por isso, a principal lição dessa aula é: não fixe o CMV! Isso irá deixar alguns pratos muito baratos e outros muito caros, o que consequentemente te deixará de fora da concorrência local.

Reassista o vídeo quantas vezes você precisar para entender esse cálculo e aprender como calcular o preço de venda da maneira mais lucrativa! E, se você deseja se aprofundar ainda mais na engenharia de cardápio, conheça o MENU LUCRATIVO. Até a próxima!

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Conteúdo relacionado

Veja também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *