Entrevista Roberta Saldanha, Boa Mesa e Literatura

Roberta Saldanha é uma super especialistas em gastronomia e, acima de tudo, uma apaixonada por cozinha. Pioneira no mercado de eventos gastronômicos, ela foi uma das idealizadoras do Boa Mesa, um dos principais eventos do país. De tanto gostar de falar sobre boa comida ela se tornou também escritora e já publicou dez livros sobre o tema – dentre eles, dicionários, histórias, curiosidades e receitas que deixam qualquer um de boca aberta (e cheia de água, pronta para comer)! É claro que eu bati um papo super legal com ela e vou te contar tudo agora. Vamos lá?

O Boa Mesa

Criado em 1995, o Boa Mesa foi o primeiro evento de gastronomia do Brasil, reunindo diversos conteúdos, a presença de chefes de cozinha, aulas de culinária, degustações e a exposição de novos produtos. Sua criação foi marcada pela abertura de mercado no governo Fernando Collor, que resultou na invasão de novos produtos importados nas prateleiras dos supermercados. E é claro que a variedade de ofertas despertou o interesse e a curiosidade das pessoas pela gastronomia: elas queriam saber mais sobre vinhos, queijos, técnicas mais sofisticadas, produtos mais requintados, enfim, toda variedade de processos presente no universo gastronômico internacional. Gostou da aula de história, né?  Depois de cinco anos de muito sucesso, o evento foi vendido para outro grupo.

O trio de ouro e a Nova Geração

Assim como na atualidade, é claro que o período de expansão da gastronomia no país também contava com personalidades que eram as referências do mercado. No Brasil, elas vinham acompanhadas do sotaque francês: o trio formado por  Laurent Suaudeau, Emmanuel Bassoleil e Claude Troisgros eram os nomes de destaque no final da década de 1990. Com o toque tupiniquim, Paulo Martins (1946-2010) também é lembrado como destaque, ele iniciou o processo de resgate dos ingredientes típicos da culinária brasileira, especialmente aquelas referências do norte do país, como a mandioca e o tacacá.

Para nova geração de talentos da cozinha a especialista destacou os nomes de Manoella Buffara, Thomas Troisgros, Rodolfo Mayer, Onildo Rocha, Wanderson Medeiros e Rodrigo Oliveira. Olho vivo nessa galera, ein?

O mundo dos livros

Como se fala PICANHA em inglês? E em espanhol, alemão, francês, italiano? OH MY GOD! Durante uma temporada nos Estados Unidos, Roberta resolveu explicar todas as peculiaridades da linguagem gastronômica internacional em um dicionário em SEIS, eu disse, SEIS idiomas. De tanto gostar de falar sobre comida, ela mergulhou no mundo dos livros  e desde então não parou mais de escrever. Já são dez publicações e seu novo livro já está a caminho para 2018! Enquanto esperamos ansiosos, eu vou mandar para você esse MA-RA-VI-LHO-SO  menu de títulos já publicados:

  • Dicionário tradutor de gastronomia em seis línguas (2007)
  • Histórias, lendas e curiosidades da gastronomia (2011)
  • Minidicionário de enologia em 6 idiomas (2012)
  • Vinho: Histórias, particularidades e seus destilados (2013)
  • Sabores da Copa (2014)
  • História do vinho na Serra Gaúcha (2014)
  • Vinho Nacional (2014)
  • Dicionário de termos gastronômicos em seis idiomas (2015)
  • Histórias, lendas e curiosidades da confeitaria e suas receitas (2015)
  • Histórias, lendas e curiosidades das bebidas alcoólicas e suas receitas (2017)

Demais, né?! Mas se você se interessou por todo esse conteúdo INCRÍVEL produzido pela Roberta Saldanha, talvez você também esteja virando um PRO da gastronomia, não é mesmo? Ou talvez você já até tenha seu próprio negócio e gostaria dar um up no seu restaurante. Adivinhei? Por isso, eu que sou seu brother-irmão-camarada vou te dar o empurrãozinho que faltava para transformar sua paixão pela cozinha em um negócio LUCRATIVO DE VERDADE:  conheça os nossos cursos Menu Lucrativo e Ouro na Bandeja. Forte abraço e até a semana que vem!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.