Regime de Competência x Regime de Caixa

Alô, FOOD NATION! Hoje eu venho aqui explicar para vocês um conceito FUNDAMENTAL para todo empreendedor: a diferença entre REGIME DE COMPETÊNCIA e REGIME DE CAIXA. Você já ouviu falar? A diferença entre essas duas métricas é super importante para você controlar de forma PRO as contas do seu restaurante. Quer saber como? Então, VEM COMIGO:

Para administrar o seu restaurante é preciso ter olho vivo nos números. Cada conta a ser paga ou recebida possui seus próprios ciclos e prazos, e as vezes pode ser bastante complicado controlar as entradas e saídas do seu caixa e garantir que tudo vai bem. Para facilitar a sua gestão, uma ótima dica é visualizar suas contas através de duas métricas: o regime de caixa e o regime de competência.

Regime de Competência

Para o Regime de Competência, a transação financeira deve ser registrada no dia em que ela aconteceu e não no dia em que ela será recebida. Ou seja, se você vendeu R$ 100 no mês de fevereiro, mas a operadora de cartão de crédito só irá te pagar este valor em março, não importa! Os R$ 100 devem estar registrados no mês de fevereiro como competência em venda. Da mesma forma, as despesas variáveis, como insumos e impostos de, por exemplo, R$ 80, que possuem um prazo mais alongado para o pagamento, também devem constar no mês de fevereiro como a competência de despesas variáveis.

Através destes dados é possível calcular de forma clara e objetiva a sua capacidade gerencial naquele mês. No caso deste exemplo, sobrou R$ 20 reais de lucro no seu caixa ao final do mês e isso significa que no mês de fevereiro você fez um ótimo trabalho. Parabéns, mas não se engane! Vamos olhar agora o seu caixa mais de perto?

Regime de Caixa

Já no Regime de Caixa o registro da transação é feito somente na data de pagamento ou recebimento, como em uma conta bancária. Ou seja, se você vendeu R$ 60 em janeiro e a operadora de cartão de crédito só te pagará por isto no mês seguinte, este valor só deverá constar no registro de caixa do mês de fevereiro. O mesmo vale para as contas a pagar, que se venceram e foram pagas em janeiro, como no caso das despesas fixas, como aluguel e custos com funcionários, elas devem constar como retiradas do caixa no mês de janeiro. No caso, se você  só faturou R$ 60 no mês de janeiro, mas só irá recebê-lo no mês de fevereiro, fique de olho nas suas despesas! Algumas delas, como as despesas fixas, precisarão ser pagas no mesmo mês de janeiro e o seu caixa precisará estar forte o suficiente para suportar este gap, este prazo, até a nova entrada de dinheiro.

A razão da confusão

A confusão entre Regime de Caixa e Regime de Competência acontece porque muita gente, ao olhar o resultado de competência de um mês positivo, acredita que possa utilizar aquele dinheiro para outras despesas e isso nem sempre é verdade. Eu mesmo já tive problemas financeiros gravíssimos por desconhecer esta conta e esta diferença.É preciso ter sempre em mente que é o seu caixa que precisa estar equilibrado para você poder avaliar a saúde do seu negócio e o quanto de dinheiro vocês têm NO BOLSO. Afinal, é criando um caixa forte, com sobras, que você poderá criar um negócio SÓLIDO e SUSTENTÁVEL.

Viu só como a administração financeira do seu negócio pode ser mais complicada do que você imagina?  Por isso é importante estar PREPARADO para encarar cada desafio e eu vou adorar te acompanhar ao longo dessa jornada. Quer aprender ainda mais sobre gestão em gastronomia? Então conheça os cursos  Menu Lucrativo e Ouro na Bandeja. Através deles eu te ajudo a transformar o seu sonho em um negócio organizado e lucrativo e eu mal posso esperar para ouvir a sua história. Te espero, ein? Forte abraço!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.